Dr. Alan Landecker - Cirurgia Plástica e Clínica de Estética

A Clínica
 

MASSAGEM FACIAL

A massagem é o conjunto de manobras manuais ou mecânicas exercidas sobre uma ou mais partes do corpo com fins terapêuticos, desportivos e estéticos. É o mais antigo e simples de todos os tratamentos médicos. A massagem pode ser estimulante ou calmante, dependendo da velocidade e intensidade de seus movimentos. Estimula a irrigação dos músculos e do tecido conjuntivo, além de provocar um relaxamento específico das tensões acumuladas na musculatura. Os principais benefícios são: mecânicos, fisiológicos e psicológicos:

Efeitos Mecânicos - Os movimentos de compressão, tração, estiramento e fricção geram efeitos mecânicos nos tecidos, mobilizando fibras musculares, tendões, pele e tecido subcutâneo, tecido cicatricial, aderências, etc. O resultado e a movimentação de elementos como a linfa, sangue venoso, secreções pulmonares, edema, conteúdo intestinal e conteúdo de hematomas.

Efeitos Fisiológicos - A massagem estimula a circulação sanguínea e linfática, aumentando o aporte de oxigênio aos tecidos e assim a nutrição celular. Isto também facilita a drenagem das toxinas, remoção dos produtos metabólicos, estimulação do processo de cicatrização, aumento da extensibilidade do tecido conjuntivo, alívio da dor, facilitação da atividade muscular, remoção das secreções pulmonares e promoção do relaxamento local e geral.

Efeitos Psicológicos - Ocorre um relaxamento físico, aliviando a ansiedade e a tensão. Há uma sensação geral de bem estar e um grande alívio de dor.

MASSAGEM ANTI-STRESS

É um processo terapêutico manual ou instrumental que consiste friccionar, pressionar, amassar, ou percutir o corpo ou parte dele. Os efeitos da massagem causam diferentes estímulos sobre a superfície corporal levando o paciente a uma agradável sensação de bem estar, equilíbrio e de alivio do stress. Melhora as dorese aperfeiçoa o funcionamento dos sistemas energéticos circulatórios, nervosos e musculares, levando o paciente a um relaxamento profundo.

DRENAGEM LINFÁTICA

A drenagem linfática, realizada manualmente ou com ajuda de aparelhos eletrônicos, pode reduzir o inchaço através da remoção mais rápida do líquido intersticial (líquido que tende a se acumular entre as células). O mecanismo de ação é a estimulação da musculatura lisa dos vasos linfáticos, aumento da velocidade e volume de transporte da linfa e aumento da capacidade de processamento da linfa no interior dos linfonodos. A drenagem também aumenta o fluxo de sangue pelos tecidos, favorecendo a nutrição celular, hidratação e a captação de oxigênio. O resultado, além da desintoxicação do tecido, é o aumento da velocidade de cicatrização e da capacidade de reabsorção dos hematomas e equimoses após a cirurgia. A técnica oferece também bem estar e relaxamento total.

A drenagem linfática manual pode ser iniciada após 48 a 72 horas da cirurgia. As manobras devem ser realizadas de maneira leve e suave, não podendo ocorrer arraste nem deslocamento de pele. Inicia-se com manobras de captação, realizadas diretamente sobre o segmento edemaciado, visando aumentar a captação da linfa pelos capilares. A seguir, manobras de reabsorção são realizadas nos pré-coletores e coletores linfáticos, que transportarão a linfa captada pelos linfocapilares. Finalmente, manobras de evacuação ocorrem nos linfonodos, que recebem a confluência dos coletores linfáticos.

Massagem Facial Clínica do dr. Alan Landecker >

Compartilhe Linkedin

Dr. Alan Landecker

  • Formado em Medicina pela Universidade de São Paulo (FMUSP), CRM-SP 87043.
  • Formado em Cirurgia Geral no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (FMUSP).
  • Formado em Cirurgia Plástica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Serviço do Professor Ivo Pitanguy) e na Clínica Ivo Pitanguy.
  • Reconhecimento do diploma médico nos EUA (ECFMG/USMLE).
  • Estagiário clínico-cirúrgico e de pesquisa nas Universidades de Miami, Alabama at Birmingham, Pittsburgh, Chicago, Nova York e Texas Southwestern, EUA.
  • Especializado em rinoplastia estruturada primária e secundária (Rhinoplasty Fellow) pela University of Texas Southwestern at Dallas, Texas, EUA, sob o Dr. Jack P. Gunter.
  • Instrutor do Dallas Rhinoplasty Symposium, curso anual teórico-prático em rinoplastia, realizado anualmente em Dallas, Texas, EUA, 2006-2008.
  • Especialista em Cirurgia Plástica e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).
  • Consultor científico na área de Cirurgia Plástica da revista Men´s Health Brasil.
  • Editor da parte de rinoplastia no site da PSEN (Plastic Surgery Education Network), site educacional oficial da ASPS (American Society of Plastic Surgery).
  • Membro da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS).
  • Membro da Rhinoplasty Society (Sociedade Internacional de Rinoplastia).
Consulte o Curriculum Vitae do Dr. Alan Landecker para obter: participação em congressos, lista de aulas sobre rinoplastia estruturada primária e secundária em congressos nacionais e internacionais, lista de publicações científicas em revistas e sites nacionais e internacionais, lista de autoria de capítulos no livro “Dallas Rhinoplasty: Nasal Surgery by the Masters, 2nd Edition", Editora QMP, EUA e autoria de livros sobre a especialidade de Cirurgia Plástica.

Acompanhe tudo sobre Rinoplastia, Cirurgia Plástica e Clínica de Estética seguindo nossas comunidades no Facebook:

Endereço

Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 2738
Jardim Paulistano CEP 01442-002 - São Paulo - SP - Brasil
Telefone: (11) 3032-9977